TPROFESSOR     MOODLE     KIOSK     PT | EN

 

No dia 8 de março, os alunos do 5ºano do Agrupamento de Escolas de Arrifana deslocaram-se ao Parque Biológico de Gaia, numa visita organizada no âmbito da disciplina de Ciências Naturais.

 No Parque Biológico de Gaia, os alunos fizeram um percurso pedestre com cerca de 3 Km onde puderam apreciar uma pequena reserva natural de fauna e flora nativas. Permitiu aos alunos terem uma ideia da riqueza do património natural português e apreciarem de perto espécies que na natureza dificilmente encontrariam com tanta proximidade.

Esta atividade, realizada novamente no presente ano letivo, teve como objetivo promover o contacto com a natureza e a consciencialização da importância da preservação das espécies.

A professora responsável: Ana Paula Lourenço

 

Após uma viagem divertida de autocarro, iniciámos a visita em grupo a partir da observação da planta do parque. A aventura ia começar… 3 Km nos esperavam.

Ao longo do percurso “de descoberta da natureza “, observámos várias espécies de animais tais como: lontras, raposas, texugos, tartarugas, esquilos, doninhas, patos mandarins, flamingos, aves exóticas, aves de rapina, e um conjunto de animais da quinta…

Num refúgio, encontrámos diferentes espécies que coabitam em semiliberdade. As cegonhas brancas que aqui se encontravam vieram de diversos Centros de Recuperação. Ficamos impressionados com a diversidade de habitats que encontrámos no Biorama. Este espaço de exposições “reconstitui vários biomas –ou grandes comunidades ecológicas no nosso planeta – tais como a savana, as dunas, a floresta tropical e o ambiente no período mesozoico. Pretende-se que os visitantes do parque compreendam melhor a história e a ecologia do planeta, a sua biodiversidade e as adaptações conseguidas perante ambientes específicos que permitem a existência de tantas espécies.”

No decurso do itinerário, deparámo-nos com animais a viverem ao ar livre em perfeito equilíbrio com a Natureza.

Na Quinta de Santo Tusso recordámos a quinta dos nossos avós onde não faltavam os campos de cultivo, os animais da quinta e as hortas.

Para finalizar a nossa “aula ao ar livre”, visitámos ainda um conjunto de exposições permanentes: “ Encantos e Desencantos”, “ Exóticas: pela mão do homem” e “Exposição sobre o Ano Internacional das Florestas”.

Gostamos muito de visitar o parque Biológico de Gaia, pois permitiu-nos desfrutar da natureza, contemplar espécies ao ar livre e em cativeiro e convivermos uns com os outros.

(site de consulta www.parquebiologico.pt/)

O Clube do Jornal